sábado, 16 de janeiro de 2016

Por que a gasolina no Brasil é tão cara?

Por Toni Saltarelli
A queda da cotação do barril do petróleo para a incrível marca dos 20 dólares não traz a felicidade aos brasileiros e sim o inferno de consumidores, estados e municípios.

O preço da gasolina nunca foi motivo de alegria dos brasileiros, pois sempre esteve acima da cotação do mercado externo. Mas havia uma explicação: o preço do barril estava caro chegando a incrível marca de 115 dólares em junho de 2014.

Entretanto, devido a retaliação dos produtores árabes de petróleo, que insistem em manter a produção acelerada, por causa da concorrência do óleo de xisto americano, e as previsões sobre o acordo nuclear entre o Irã e as potências internacionais, o que representaria a volta do barril iraniano ao mercado internacional, está levando a cotação do petróleo ao seu nível mais baixo.

Estas notícias deveriam fazer o preço da gasolina cair no mercado interno brasileiro, mas Infelizmente isso não vai acontecer! E sabe por que não? O petróleo brasileiro é caro para se produzir. O pré-sal para ser vantajoso deve ser comercializado entre 45 e 52 dólares, sendo a única solução viável para se manter a produção brasileira a venda para o mercado interno dos seus derivados aos mesmos preços praticados em tempos de alta do petróleo.

Para quem não sabe a Petrobras é o principal carro chefe da economia brasileira e o que ainda segura seu pleno funcionamento são os altos preços da gasolina e outros derivados do petróleo no mercado interno. A redução do preço da gasolina provocaria o fechamento dos pontos de produção, demissões e total falência dos estados e municípios que recebem os Royalties. Para se ter uma ideia, o preço nacional da gasolina já está quase 70% acima do preço internacional do combustível importado pela companhia.

Então meus amigos, entendam: o que faz a gasolina no Brasil baixar de preço não é a cotação do barril de petróleo e sim a política aplicada pelo governo.